A Embalagem de Plástico e o Ambiente


As vantagens da embalagem de plástico não se limitam à sua prática utilização, mas fazem-se também sentir no que respeita à relação que têm com o meio ambiente.

Apesar de ainda se pensar que a produção do plástico contribui para o esgotamento das reservas de petróleo, apenas uma pequena percentagem (4%) do petróleo consumido se destina à produção do plástico.

Existe também a ideia que os plásticos após utilizados já não têm qualquer utilização, sendo apenas resíduos inúteis e de difícil decomposição. Contudo, através do processo de reciclagem tem-se conseguido prolongar significativamente o ciclo de vida do plástico, além do que o material plástico é, por si só, uma valiosa fonte de energia térmica e um óptimo combustível para a produção de energia eléctrica.

A reciclagem pode ser efectuada por diferentes processos:

Reciclagem Química: Reprocessamento dos plásticos e respectiva transformação em petroquímicos básicos que servem como matéria-prima em refinarias ou centrais petroquímicas;

- Reciclagem Mecânica: Conversão dos resíduos plásticos em pequenos grãos que podem ser reutilizados na produção de outros produtos com especificações menos exigentes;

- Reciclagem Energética: Recuperação da energia contida no material através de processos térmicos. A energia contida em 1Kg de plástico é equivalente à de 1Kg de óleo combustível. Além do aproveitamento energético, há uma redução de 70 a 90% da massa do material.

 
 
 
Notícias | Quem somos | Embalagens Metálicas | Embalagens em Plástico | Contactos | Mapa do site | ©2006 Neorelva